quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Desapontamento. Novas metas.

Meninas,

Bem sei que não costumo escrever tão frequentemente, mas o dia de hoje trouxe-me um desapontamento relativamente à minha imagem, e um desejo de mudar que preciso de partilhar convosco. Fui às compras de roupa durante a tarde para aproveitar os óptimos saldos que tem havido, e estava à espera que esta sessão de compras me trouxesse grandes alegrias - afinal, eu atingi a minha primeira meta, já estou nos 59 Kg, que antigamente eram o meu peso sonhado. Isso não aconteceu. O espelho reflectia-me a imagem de uma rapariga com um peso "normal" mas acima da média, ou seja, mais próximo do chamado de gordinha do que do óptimo. Para além disso, tenho o azar de acumular grande parte da gordura na zona da cintura, e com as luzes da loja parecia muito inchada e cheia de celulite nessa zona - todo o oposto do ideal de beleza. Relativamente aos números de roupa que visto, também foram uma desilusão...pensava que com a dieta já poderia vestir tamanhos "Médios" sem qualquer tipo de problema, mas dei por mim a escolher o "Grande" em muitas peças...resultado da sessão de compras: eu mais triste, menos confiante, a comprar apenas o básico dos básicos e com mais dinheiro na carteira - temos de ver o lado positivo também ;) . 

Sinceramente, acho que todo este desapontamento com a minha imagem física durante uma sessão de compras têm a ver apenas com as minhas expectativas. Durante os 4 meses que estive em dieta e mantive este blog acreditava que com os 59 Kg que iria ter no final seria linda, maravilhosa, muito elegante. De facto, estou muito melhor do que na situação inicial - mais bonita, mais elegante, mais leve. No entanto, o que sou não se compara àquilo em que acreditei que me ia tornar, e se eu não o notava em casa, talvez por estar habituada à minha antiga figura e só ver a evolução positiva, notei-o hoje nos provadores das lojas que visitei. Continuo com peso excessivo - não no sentido literal, em termos de IMC, mas no sentido estético. O mais ridículo de tudo (para rir um bocado, LOL) é que no dia anterior estava a achar que tinha de ter cuidado com as minhas formas (peito e rabiosque) por causa da dieta, sentiam que estavam a diminuir e isso preocupava-me, mas hoje comprei literalmente um dos maiores soutiens da loja....

Concluindo: a sessão de compras de hoje mostrou-me o meu verdadeiro reflexo, e afastou toda a parte psicológica de euforia e contentamento associadas a ter perdido peso e atingido a minha primeira meta. Se estou contente por ter atingido a minha primeira meta? Sem dúvida! Se estou satisfeita? Não! Quero uma nova meta para bater. E essa meta não serão os 58 Kg que eu estava a pôr no blog como precaução para não sair dos 59 Kg, e que pensava atingir sem vontade. Eu preciso de mais do que isso. Preciso de um desafio, algo ambicioso, que reflicta todo o meu esforço até hoje, e que me faça sentir que finalmente, tenho "o corpo", o peso óptimo. E já decidi qual será essa meta: quero chegar aos 56,5 Kg até dia 7 de Abril de 2013, o dia dos meus 23 anos. Mais propriamente, tenho cerca de 2 meses e meio para perder 2,5 Kg - um desafio considerado saudável em termos de nutrição, sem exageros, mas que implica um bom comportamento alimentar durante os próximos meses. Tal como na última meta, resolvi recorrer à calculadora de calorias do site Healthy Weight para saber quantas calorias devo consumir por dia, e embora os cálculos não estejam totalmente correctos - tive de usar a especificação de 2,5 Kg em 2 meses em vez de 2 meses e tal e assumir que a minha actividade física era very light por causa do meu metabolismo lento, mas não sei se será assim - deu-me aproximadamente 1350 calorias, o que arredondando para cima por causa das faltas que vi dá 1400 calorias diárias, confirmando a razoabilidade do plano. 

E então é isso. Recuso-me a parar por aqui, a conformar-me com este peso que nem é fácil de descrever, roça o cómico: "normal mas mais perto do gordinho que do magro". Sabem o melhor? Se conseguir estabilizar o peso abaixo dos 58 Kg, vou quebrar um recorde pessoal e extremamente emocionante para mim. É que desde que tive bulímia, há 5/6 anos, nunca consegui ter menos de 58 Kg, por mais tentativas que fizesse! Socar as consequências dessa doença para fora do meu corpo será um prazer, um orgulho, uma vitória pessoal.

Estarão comigo nesse novo desafio? 

Um beijinho,
Rita

6 comentários:

  1. isso aí Rita, se acomodar nunca...

    beijos
    http://meuemagrecimentoreal.blogspot.com.br
    @Denniblog

    ResponderEliminar
  2. Rita querida, temos só 1cm de diferença e acho curioso pois com o peso que estou já uso M, talvez pq os tamanhos aqui no Brasil sejam um pouco diferentes dos de Portugal.
    Mas super te apoio, basta manter o foco e se esforçar e logo você vai ver no espelho algo que te satisfaça 100% :)

    beijo beijo

    PS: vale apena tb ver se o que vc precisa é emagrecer ou fazer ginastica localizada, pense nisso!;)

    ResponderEliminar
  3. querida eu sou como vc acumulo gordura na barriga... a gente coloca tanta espctativa no nosso emagrecimento née :(
    bjuss querida

    ResponderEliminar
  4. oiee
    Se vc accha que pode melhorar vc deve ir atrás de seu sonho sim. Estar mais magrinha é tudo de bom. Tbm acumulo gordura na barriga, é terrivel dela sair. Mas o importante é nunca desistir ne..
    bjao

    ResponderEliminar
  5. ei!
    vc ja conseguiu os 59, claro que consegue os 58 e ainda mais! só depende de vc!!!!
    ja está de parabens!!!!
    bjos

    ResponderEliminar
  6. Oi Rita!
    Continue firme amiga.
    Com certeza conseguirá atingir seu objetivo.
    Bjs ja estou te seguindo.

    ResponderEliminar

Gosto muito dos vossos comentários! O vosso apoio é importante para mim ;)